ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social

Geiciane Souza Ferreira Silva

Telefone: 64 3615-9100

Endereço: Av. Machado de Assis, n° 91 Centro, Quirinópolis - GO

Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

Competências

Lei n° 3304/2019

Art. 13 - À Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social compete:


a) Planejar, coordenar, supervisionar e executar a política de promoção e assistência Social do Município;


b) Assistir e apoiar, com ênfase ás entidades filantrópicas, as iniciativas da comunidade na área de promoção e assistência social;


c) Executar serviços de proteção social;


d) Organizar e coordenar a rede de serviços sócio-assistenciais.


I - A Assessoria Técnica compete elaborar projetos, fazer estudos e levantar dados que possibilitem a atuação da Secretaria de Promoção e Assistência Social.


|| - Ao Monitoramento de Reforço Escolar compete gerenciar e fiscalizar todos os serviços nas atividades específicas.


III - Ao Monitoramento de Modalidade Esportiva compete gerenciar e fiscalizar todos os serviços nas atividades específicas.


IV - A Coordenadoria Operacional compete gerenciar e coordenar todos os serviços das atividades específicas.


V - A divisão do Abrigo dos Idosos compete abrigar, zelar e prestar outras ações de assistência social aos idosos.


VI - A Coordenadoria de Apoio aos Aposentados compete apoiar ações de assistência social, educativa e esportiva aos aposentados.


VII - A Coordenadoria de Centros e/ou Núcleos Sociais, compete gerenciar a atuação dos diversos Núcleos Sociais nas suas atividades específicas.


a) Realizar o atendimento e a inclusão das famílias nos serviços, programas, projetos e benefícios sócio assistenciais e demais políticas públicas;


b) Realizar o acompanhamento sócio assistencial das famílias cadastradas;


c) Desenvolver ações de fortalecimento dos vínculos familiares;


d) Das pessoas com deficiência e/ou pessoas idosas que vivem situações de vulnerabilidade e risco social;


e) Realizar serviços sistemáticos de orientação e acompanhamento psicossocial e jurídico às famílias e ao conjunto dos seus membros, com seus direitos
violados;


f) Fortalecer as redes sociais de apoio a família;


g) Contribuir para o combate a estigmas e preconceitos;


h) A gestão de uma rede de unidades de inserção na vida ativa das pessoas;


i) A celebração de protocolos e/ou convênios com entidades parceiras, públicas ou privadas, nomeadamente para efeitos de disponibilização de mediadores socioculturais e trabalhistas nos termos da lei;


j) Assegurar proteção social imediata e atendimento interdisciplinar às pessoas em situação de violência, visando sua integridade física, mental e social;


k) Prevenir o abandono e a institucionalização;


l) Fortalecer os vínculos familiares e a capacidade protetiva da família.


m) Mobilizar e articular com as instituições que executam atividades com crianças, adolescentes e famílias nas áreas de abrangência dos CREAS.