Empresa licitada firmou compromisso de finalizar obra em 5 meses

O prefeito Anderson de Paula assinou, na manhã desta segunda-feira (5), a Ordem de Serviço para pavimentação dos bairros Jardim Paraíso e Planalto. O investimento, de cerca de R$8 milhões de reais, simboliza um marco para a gestão pública municipal ao finalizar um projeto focado em habitação que previa, dentre tantos pontos, levar 100% de asfalto aos quatro loteamentos de cunho social deixados sem infraestrutura básica por gestões passadas no município, além de um Setor Empresarial já asfaltado desde janeiro de 2023. 

“Assumimos em plena pandemia, o que nos impediu de iniciar muitas obras e projetos de infraestrutura mais cedo, mas, agora, a gente já entrega mais essa ordem de serviço dos dois últimos bairros que faltam na região do CREDEQ”, anunciou o prefeito Anderson de Paula. Com isso, “a gente vai conseguir finalizar a pavimentação para mais 778 lotes”, completou, mostrando que, mesmo com todos os obstáculos, a gestão voltou seu olhar para infraestrutura urbana e as políticas habitacionais da cidade.

Infraestrutura e Habitação em foco

Além disso, Anderson demonstrou também preocupação com o nível de excelência da obra. “Estamos levando infraestrutura digna, de qualidade, meio fio, sarjetas, águas pluviais, asfalto para perdurar por muito tempo”, afirmou. Qualidade essa que foi atestada na conclusão dos dois primeiros loteamentos sociais pavimentados pela gestão. “Graças a Deus nós já conseguimos colocar metade da infraestrutura em dois bairros, atendendo quase 1000 lotes”, iniciou o prefeito Anderson de Paula fazendo alusão ao Jardim Progresso e Sodino Vieira. 

O fato é que a saga dos loteamentos sociais em Quirinópolis tiveram um começo conturbado. O Jardim Planalto, por exemplo, foi criado em 2016, com o nome Estrela do Sul. Duas gestões passadas, quase 10 anos depois, títulos doados, cancelados e suspensos, marcaram o descaso com o sonho de ter onde morar da população. Porém, em pouco mais de três anos, a administração municipal mostrou que, com seriedade, é possível construir uma política habitacional. Como enfatizou Anderson: “um mandato, 100% de infraestrutura concluída no nosso município. Por isso, a gente fala que a nossa maior obra é o povo de Quirinópolis”.

Compartilhar notícia