Prefeitura de Quirinópolis
ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 09 mai 2021 · Assistência Social

Faça Bonito: Prefeitura promove ações de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Rodas de conversa, mobilização e acolhimento nas redes de saúde, discussões abertas e concurso de redação e desenho na educação, compõem a agenda da campanha “Faça Bonito: Proteja nossas crianças e adolescentes” pensada para 2021

Conhecido como Maio Laranja, este foi o mês escolhido para centralizar atividades de conscientização sobre uma das formas mais torpes de violência, o abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Neste contexto, está inserida a campanha Faça Bonito: Proteja nossas Crianças e Adolescentes”, que, ao propagar o lema “Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, alerta a sociedade sobre o tema e estimula entidades públicas e privadas a pensarem estratégias urgentes de combate e conscientização.

Assim, a Prefeitura de Quirinópolis, em uma ação conjunta entre Assistência Social, Saúde, Educação e órgãos de proteção, por meio do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, estabeleceu uma agenda estratégica com ações pontuais para mobilizar a sociedade civil e agentes que compõem a rede de proteção municipal. Dentre elas destacam-se um Concurso de Redação e Desenho realizado na rede municipal de educação, mobilização e capacitação dos profissionais de saúde atuantes nas UBS para que consigam orientar e atender as famílias, roda de conversa online no dia 18 de maio, conhecido como o “Dia D” da campanha, dentre outros.

Faça Bonito em meio à pandemia

A importância da campanha é reforçada ao constatar que, nacionalmente, ainda existe um cenário de subnotificação dos casos de violência contra crianças e adolescentes. “Nós tentamos buscar esses dados de notificações de agravos e violência especificamente a criança e adolescentes e o que nós encontramos são números muito baixos”, esclarece a Coordenadora do CRAS e do Conselho Municipal de Direitos da Criança de do Adolescente (CMDCA), Daiane Ribeiro.Além disso, toda a problemática ganhou um sério agravante no último ano, a pandemia causada pelo novo coronavírus, que afastou as crianças do ambiente escolar. 

“A grande maioria dessas notificações e suspeitas vinham através da rede de educação. Então, como tivemos a suspensão das aulas presenciais, ficou muito mais difícil os atores da rede identificarem essa criança que está com suspeita ou que realmente foi abusada”, explica a coordenadora. E finaliza “é necessário que a sociedade e poder público abram os olhos e enxerguem realmente esse grande problema que nós temos hoje, de identificar de fato e atender não só a criança, mas a família que sofreu com algum tipo de violência”. 

Por isso, é fundamental que a população saiba que as crianças e adolescentes do município não estão sozinhos. Existe aqui uma rede de proteção atuante que olha por seus direitos, por meio do trabalho desenvolvido pela Assistência Social. Mas não para por aí, “hoje, nós temos o sistema garantidor de direitos da criança e do adolescente composto pela rede de proteção do município, a Assistência Social, Saúde, Educação, o conselho tutelar, os órgãos que integram a atenção básica, CAPS, UBS. Associado a isso, nós temos o Poder Judiciário, a Segurança Pública, então esses três pilares precisam trabalhar em conjunto para que a gente consiga desenvolver políticas públicas para garantir os direitos da criança e do adolescente”, alerta Daiane.

Faça Bonito na Saúde

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde, parte fundamental deste trabalho, também está preparada para atuar ativamente nesta rede de proteção. Neste mês, quem passar pelas UBSs entre os dias 17 e 19 de maio, vai receber orientações sobre o projeto, entender como proteger as crianças e adolescentes e tirar dúvidas diretamente com as enfermeiras da rede pública de saúde. 

A ideia é que esse seja apenas o início do trabalho e o diálogo direto com a população seja constante. Por isso, os profissionais da rede foram capacitados pela Assistência Social sobre como identificar, agir e orientar as famílias. Este será mais um espaço de escuta atenta e capacitada oferecido à população quirinopolina.

Faça Bonito na Educação

Neste sentido, as escolas da rede municipal de ensino de Quirinópolis, desde o dia 03 de maio, integraram a pauta do Faça Bonito às lições dos alunos. Com sensibilidade e didática, os professores, após serem orientados pela coordenação pedagógica da Secretaria Municipal de Educação sobre como abordar as discussões, gravaram vídeos, trouxeram textos e materiais que explicam aos pequenos sobre a origem da campanha e os cuidados com seus corpinhos.

Veja alguns exemplos do trabalho que tem sido realizado durante a campanha:

Como forma de avaliar a eficácia das ações realizadas, os estudantes foram convidados a participarem de um concurso de redação e desenho com direito a premiações. 

Fundamental I – Concurso de Desenho
1º lugar: 1 bicicleta
2º lugar: 1 patinete
3º lugar: 1 par de patins

Fundamental II – Concurso de Redação
1º lugar: 1 celular
2º lugar: 1 celular
3º lugar: 1 bicicleta

Por fim, com tudo isso, a Prefeitura de Quirinópolis mostra que está preparada para atender e prevenir casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. A frente de combate é ampla, os profissionais capacitados e, a vontade de mudar o cenário, infindável. Ao se deparar com casos suspeitos, denuncie.

Disque Direitos Humanos 100 | Plantão do Conselho Tutelar Municipal (64)98460-0090.


CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE A CAMPANHA FAÇA BONITO.